Ministério do Planejamento abre concurso para 825 vagas

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão abriu concurso para 825 vagas de analista técnico de políticas sociais, da carreira de desenvolvimento de políticas sociais. O salário é de R$ 5.466,53.

O candidato deve ter diploma de curso superior concluído, em nível de graduação, em qualquer área, com carga horária mínima de 2.800 horas.

São 77 vagas na área de assistência social, 30 em educação, 248 em gestão social, 20 em previdência e 450 em saúde.

A inscrição será efetuada, exclusivamente via Internet, no endereço eletrônico www.esaf.fazenda.gov.br, das 10h do dia 3 de setembro às 23h59 do dia 16 de setembro. A taxa é de R$ 100.

As vagas distribuídas por áreas são independentes e não são relacionadas para efeito da aprovação e da classificação.

Os candidatos aprovados, após nomeados, terão lotação e exercício definidos pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. A exclusivo critério da administração, a lotação e o local de exercício poderão ser modificados. A classificação obtida pelo candidato aprovado no concurso não gera o direito de escolher a unidade de seu exercício, ficando essa definição condicionada ao interesse e à conveniência da administração.

O concurso terá 4 etapas: prova objetiva de conhecimentos básicos, prova objetiva de conhecimentos específicos, prova discursiva e prova de títulos.

As provas objetivas serão aplicadas nas 26 capitais e no Distrito Federal, na data provável de 18 de novembro.

De acordo com a portaria que autorizou o concurso, serão 10 vagas para a Secretaria de Direitos Humanos, 15 para a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, 15 para a Secretaria de Políticas para as Mulheres, 30 para o Ministério da Educação, 20 para o Ministério da Previdência Social, 5 para o Ministério da Justiça, 10 para o Ministério das Cidades, 10 para o Ministério do Desenvolvimento Agrário, 84 para o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, 10 para o Ministério do Trabalho e Emprego, 500 vagas no Ministério da Saúde e 116 no Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Fonte: g1/concursos

About these ads

Ministério da Fazenda abre concurso para 463 vagas

O Ministério da Fazenda abriu concurso para 463 vagas para o cargo de assistente técnico-administrativo. São 322 vagas para o Distrito Federal (305 para ampla concorrência e 17 para deficientes ) e 141 para São Paulo (133 para ampla concorrência e 8 para deficientes). O salário é de R$ 2.800, incluídas as gratificações. O candidato deve ter ensino médio concluído.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.esaf.fazenda.gov.br das 10h do dia 13 de agosto até as 23h59 do dia 26 de agosto. A taxa de inscrição é de R$ 62.

Ao preencher o pedido de inscrição, o candidato indicará a unidade da federação para a qual concorrerá às vagas (DF ou SP); e a localidade na qual deseja prestar as provas (Brasília-DF ou São Paulo-SP).

O concurso terá prova 1 – objetiva de conhecimentos básicos e prova 2 – objetiva de conhecimentos específicos.

As provas serão aplicadas, nas cidades de Brasília-DF e São Paulo-SP, na data provável de 28 de outubro.

A prova de conhecimentos básicos terá língua portuguesa, raciocínio lógico-quantitativo e conhecimentos de informática. a prova de conhecimentos específicos terá direito administrativo e constitucional, arquivologia e gestão pública.

O candidato aprovado e classificado, após nomeado, será lotado no Ministério da Fazenda. O exercício dos aprovados será de acordo com a ordem classificatória, nas unidades do Ministério da Fazenda localizadas no Estado de São Paulo ou no Distrito Federal, pelas quais optaram por concorrer.

O último concurso para esse cargo no ministério foi realizado em 2009 para 2 mil vagas em todo o país e recebeu 573 mil inscrições.

Fonte: g1/concursos

ESAF libera consulta dos locais da prova objetiva do concurso da PFN

A ESAF disponibilizou, nesta quarta-feira, uma página em seu site para a consulta dos locais da prova objetiva do concurso da PFN.

Você pode consultar o seu local de prova na página: http://www.esaf.fazenda.gov.br/concursos/concursos_selecoes/PFN-2012/PFN_2012_home.html

A prova objetiva será realizada no domingo, dia 22, às 13 horas e terá duração de 5 horas.

Foram inscritos 21.790 candidatos para 70 vagas.

Receita Federal lança editais para 950 vagas

A Receita Federal divulgou dois editais de concursos públicos para 950 vagas de analista-tributário e auditor-fiscal. Os salários são de, respectivamente, R$ 7.996,07 e R$ 13.600. Os editais foram publicados nesta segunda-feira (9) no “Diário Oficial da União”.

São 750 vagas para analista-tributário, sendo 700 vagas na área geral e 50 na área de informática. Para participar da seleção, os candidatos devem ter nível superior em qualquer área. Já para auditor-fiscal são 200 vagas. Os candidatos também devem ter nível superior em qualquer área.

Analista-tributário

A primeira fase da seleção é composta por prova objetiva de conhecimentos gerais, prova objetiva de conhecimentos específicos e prova dissertativa. A segunda etapa compreende a sindicância da vida pregressa.

As inscrições devem ser feitas entre os dias 16 e 27 de julho pelo site www.esaf.fazenda.gov.br. A taxa é de R$ 100.

Os candidatos que não têm acesso à internet podem efetivar suas inscrições nos postos descritos no anexo II do edital de abertura do concurso.

A prova de conhecimentos gerais cobrará as disciplinas de língua portuguesa, espanhol ou inglês, raciocínio lógico-quantitativa, direito constitucional e administrativo e administração geral. A prova de conhecimentos específicos geral terá questões de direito tributário, contabilidade geral e legislação tributária e aduaneira. Já a prova de conhecimentos específicos na área de informática terá perguntas de direito tributário, contabilidade geral e informática.

As provas objetivas estão previstas para o dia 16 de setembro nas 26 capitais dos estados e em Brasília.

Auditor-fiscal
A primeira fase da seleção é composta por prova objetiva de conhecimentos gerais, prova objetiva de conhecimentos específicos I, prova objetiva de conhecimentos específicos II e prova dissertativa. A segunda etapa compreende a sindicância da vida pregressa.

As inscrições podem ser feitas entre os dias 16 e 29 de julho pelo site www.esaf.fazenda.gov.br. A taxa é de R$ 130.

A prova de conhecimentos gerais terá questões das disciplinas de língua portuguesa, espanhol ou inglês, raciocínio lógico-quantitativo, direito civil, penal e comercial e administração geral e pública. A prova de conhecimentos específicos I cobrará as disciplinas de direito constitucional, direito administrativo, direito tributário e auditoria. A prova de conhecimentos específicos II terá perguntas de contabilidade geral e avançada, legislação tributária e comércio internacional e legislação aduaneira.

As provas objetivas estão previstas para os dias 15 e 16 de setembro nas 26 capitais dos estados e em Brasília.

Todas as vagas são para as unidades centrais da Receita Federal em Brasília e também para outras unidades do país. Os candidatos nomeados e empossados não terão sua lotação alterada por um período mínimo de 3 anos, salvo por concurso de remoção ou por interesse da administração.

Os concursos têm validade de 6 meses e podem ser prorrogados pelo mesmo período.

Fonte: g1/concursos

ESAF será a responsável pelo concurso da Receita que ofertará 950 vagas

A Receita Federal escolheu a Escola de Administração Fazendária (Esaf) para fazer o concurso público para 200 vagas de auditor-fiscal e de 750 vagas para analista-tributário. Os cargos exigem nível superior em qualquer área.

A portaria de nº 1.182 com a escolha da organizadora foi publicada no “Diário Oficial da União” do dia 27 de junho, nas páginas 19 e 20 da Seção 1.

A responsabilidade pela realização do concurso público será do secretário-executivo do Ministério da Fazenda.

O prazo para a publicação do edital de abertura do concurso público será de até seis meses, contado a partir da publicação da portaria, de 25 de maio.

A Receita Federal costuma chamar todos os aprovados no concurso, cuja validade é de 6 meses, prorrogável por igual período. No concurso de 2009, foram chamados 225 aprovados a mais do que o número de vagas para auditor. No caso dos analistas, foram 25 aprovados a mais.

Fonte: g1/concursos

ESAF será a organizadora do Concurso do DNIT que ofertará 1200 vagas

Está confirmado: a Escola de Administração Fazendária (Esaf) será a banca organizadora do novo concurso público que será promovido pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Serão oferecidos ao todo 1.200 cargos efetivos, sendo 767 para técnicos de suporte em infraestrutura de transportes (salário de R$ 3.545,88), 179 para analistas de infraestrutura de transportes (salário de R$ 7.815,81), 144 para técnicos administrativos (salário de R$ 2.507,30) e 110 para analistas administrativos (salário de R$ 5.508,21).

Quanto à previsão de lançamento do edital de abertura, a assessoria de comunicação do órgão disse que não há novidades. O que já está certo é que o prazo concedido pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, para a publicação do documento se encerra em outubro deste ano.

Fonte: Papo de Concurseiro/ Correioweb